"Mobilidade Internacional para Educação Superior: Perfil sociodemográfico e educacional de imigrantes"

Autor(es):
Raphael Camurça Bruno, Marta Di Salle, Monia Fracassi, Paulo Roberto Abreu de Oliveira, Francisco Rafael de Araújo Rodrigues

Publicação:
Almanaque Multidisciplinar de Pesquisa da UNIGRANRIO, 1 (1), 2016

Resumo:
Objetivou-se descrever o perfil sociodemográfico de estudantes em mobilidade internacional, por meio da análise do perfil educacional e origem geográfica. Os partícipantes da amostra analisada foram estudantes em mobilidade internacional na cidade do Porto, Portugal que estavam matriculados em três diferentes Instituições do Ensino Superior Portuguesas. Para abranger a mais variada possibilidade de população em estudo, utilizou-se a técnica da bola de Neve (Snowball Sampling). Realizou-se análise estatística descritiva dos dados, com suporte do Software Statistical Package for the Social Sciences (IBM SPSS, versão 22.0), apresentando medida de tendência central e medidas de dispersão e posterior representação catográfica pelo software ArcGiS. A localização periférica da cidade do Porto em relação ao continente europeu identifica-a como eixo de centralidade, devido à atlanticidade que possibilita múltiplas vias de fluxo de pessoas e mercadorias, seja nos modais portuário ou aeroviário. Segundo o Statistical office of the European Union (Eurostat), o modelo de 4 continentes apresentou a maior taxa de incidência de estudantes. Identificaram-se os indicadores de mobilidade para a educação superior em Portugal em relação ao gênero, país de origem e ciclo de estudos. As considerações finais demonstram para este estudo que não há padrão estandardizado do perfil de um estudante internacional. Mesmo observando uma centralidade de algumas características sociodemográficas, considera-se notória a diversidade e não homogeneidade socialmente construída.

Este artigo encontra-se aqui em acesso livre.