Lista de Conteúdos (Asset Publisher) Lista de Conteúdos (Asset Publisher)

"Processos migratórios e deslocamentos: caminhos que levaram atletas de modalidades coletivas aos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992"

Autor(es):
Kátia Rubio

Publicação:
Olimpianos – Journal of Olympic Studies, 1 (1), 2017

Resumo:
Diferenças regionais e desigualdades marcam a história brasileira. Essas são algumas das razões que provocaram movimentos migratórios, em um primeiro momento deslocando populações do meio rural para as cidades e já no final do século XX de diferentes cidades para outras regiões e mesmo outros países. A  falta de  recursos e  de oportunidades  profissionais também  é vivida  por atletas  que partem  de suas cidades e vilas em busca de times e clubes onde possam experimentar desenvolvimento que os levem a ser atletas destacados em suas modalidades com o objetivo de ser olímpicos. A  lógica de clubes esportivos aristocráticos ou de características coloniais como celeiros  de atletas olímpicos se mantém, ao longo do Século XX, até que o esporte se torna objetivo de políticas públicas. Ainda assim, as cidades com maior organização esportiva permaneceram como destino de atletas habilidosos de todo a país, provocando um fluxo migratório que se pretende explorar nesse artigo, cujo objetivo é identificar a origem e o destino dos atletas de modalidades coletivas a migrarem na década de 1990, momento em que se deu o processo de profissionalização dos atletas brasileiros.

Este artigo encontra-se aqui em acesso livre.