2. Imigração, Educação e Qualificações

Imagem em Destaque
2. Imigração, Educação e Qualificações

 


 


 

Os estrangeiros mostram maior percentagem de população nos níveis de escolaridade mais elevados quando comparados com os portugueses. Essa tendência não é, contudo, uniforme para todas as nacionalidades estrangeiras. Segundo os Censos de 2011, as populações estrangeiras residentes com maior percentagem de pessoas com o ensino superior são os nacionais de Espanha (32%, ou seja, mais 20 pontos percentuais que os portugueses), do Reino Unido (22,8%, mais 11 pontos percentuais) e da Ucrânia (20,1%, mais 10 pontos percentuais). Também no nível secundário e pós-secundário se observa que a maioria das populações estrangeiras analisadas têm uma maior importância relativa de pessoas com esse nível de escolaridade do que os portugueses, destacando-se os ucranianos (40,5%, mais 27 pontos percentuais que os portugueses), os ingleses (37%, mais 24 pontos percentuais) e os brasileiros (35%, mais 22 pontos percentuais).

 

 

Evolução do número de alunos estrangeiros inscritos no ensino superior em Portugal, entre os anos letivos 2000/2001 e 2014/2015

Fonte: GPEARI/MCTES e DGEEC/MEC (retirado de Oliveira e Gomes, 2016)

 

A última década ficou marcada pelo aumento substantivo do número de estudantes estrangeiros no Ensino Superior português. No ano letivo de 2014/2015, os alunos estrangeiros correspondiam a 33.523 inscritos, registando um crescimento de 0,7% face ao ano letivo anterior. Desde o início desta década (ano letivo 2010/2011) os alunos estrangeiros inscritos no Ensino Superior português apresentaram uma taxa de variação de +52,5%.

 

 

Para mais detalhes acerca destes dados consultarColeção Imigração em Números deste Observatório, nomeadamente o Relatório Estatístico Decenal (Oliveira e Gomes, 2014), capítulo 6, pág.127-152, bem como no separador Estatísticas e Sensibilização, as Estatísticas de Bolso e os Posters Estatísticos. Consultar ainda no Relatório Estatístico Anual de 2016 (Oliveira e Gomes, 2016), disponível em breve, o capítulo 3.

Também na área do sítio do OM consultar dados estatísticos acerca de Formação, Educação e Equivalências.