2. Novas teses de Mestrado e Doutoramento

Imagem em Destaque
2. Novas teses de Mestrado e Doutoramento

Reúnem-se nesta secção algumas das dissertações de Mestrado e Doutoramento defendidas e/ou disponibilizadas nos repositórios online das instituições de ensino superior no ano de 2016. Apesar da temática das migrações ser transversal a todas elas, o domínio científico em que se enquadram vai da Sociologia à Saúde Pública, passando pelos Estudos Pós-Coloniais e pela Psicologia. As teses aqui destacadas encontram-se em acesso público e aberto e disponíveis na sua versão integral.

O Observatório das Migrações, através de edital disponível neste endereço online, recebe teses candidatas a publicação na sua Coleção Teses. Esta coleção foi criada com o objetivo de editar dissertações de Mestrado e de Doutoramento de reconhecido interesse nas áreas da imigração e diálogo intercultural em Portugal. O edital define as áreas temáticas prioritárias em que se devem enquadrar as teses candidatas a partir de 1 de janeiro de 2016 e até 30 de novembro, estabelecendo ainda os procedimentos a seguir para a apresentação das candidaturas e os pré-requisitos das mesmas. As áreas temáticas a concurso são: direitos dos migrantes, discriminação de base racial e étnica, impactos dos fenómenos migratórios, cenários migratórios, políticas migratórias e de integração, refugiados, saúde e migrações, emigração e regresso, e descendentes de migrantes.

 

 

<h4>“Narratives and Counter-Narratives on ‘Marriage of Convenience’: Conjugality and (il)legality in Portuguese migration policies and in couples’ experiences”</h4>

“Narratives and Counter-Narratives on ‘Marriage of Convenience’: Conjugality and (il)legality in Portuguese migration policies and in couples’ experiences”

Marianna Bacci Tamburlini

Marianna Bacci Tamburlini concluiu no presente ano de 2016 a sua tese de Doutoramento em Sociologia, especialidade de Sociologia da Família, Juventude e das Relações de Género, com a defesa da dissertação “Narratives and Counter-Narratives on ‘Marriage of Convenience’: Conjugality and (il)legality in Portuguese migration policies and in couples’ experiences”. Este trabalho, que já se encontra disponível online, pretende explorar a interação entre a regulação dos direitos de residência por parte das instituições estatais portuguesas e as trajetórias migratórias e conjugais dos sujeitos em mobilidade, enquadrando esta relação nos discursos, políticas e práticas institucionais relativas ao “casamento de conveniência”. Atualmente, os casais que pretendem ter os seus direitos de residência reconhecidos através do seu vínculo conjugal são submetidos a um escrutínio institucional para averiguar se tencionam contornar as leis migratórias. Acedendo às experiências e perspetivas dos casais submetidos a esta vigilância, o estudo examinou as repercussões sociais desta interação em termos de desigualdade social, explorando como a regulação pública da conjugalidade e da mobilidade interagem com as hierarquias pré- existentes. Em termos metodológicos, o estudo recorre à análise documental de documentos legislativos, à observação direta das experiências dos sujeitos na sua relação com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiros e a entrevistas em profundidade com os mesmos. Esta tese, que foi orientada por Marzia Grassi (ICS-UL) pode ser encontrada aqui.

 

 

<h4>“Trânsitos no Atlântico: Experiências Migratórias no Arquipélago de Cabo Verde”</h4>

“Trânsitos no Atlântico: Experiências Migratórias no Arquipélago de Cabo Verde”

Carlos Monteiro Barbosa

Está disponível no Repositório Digital da Universidade de Coimbra a dissertação produzida pelo Carlos Monteiro Barbosa no âmbito da sua tese de Doutoramento em Pós-Colonialismos e Cidadania Global, desenvolvida na Faculdade de Economia desta instituição. Esta tese procura, assim, demonstrar que as experiências das pessoas são dinâmicas e vão revelando ligações e abrindo corredores em função dos elos sociais estabelecidos. Este trabalho procura identificar os fatores propiciadores das migrações para o arquipélago e conhecer melhor a forma como os processos e percursos migratórios podem constituir-se em função de elos sociais de ordem transnacional. O autor apresenta alguns estudos de caso de famílias migrantes em Cabo Verde e desenvolve a relação entre migração e religiosidade, surgindo esta última como principal motivação para a mobilidade dos sujeitos em alguns casos apresentados. O trabalho de Carlos Barbosa, que foi orientado por Clemens Zobel (CES-Un. Coimbra) e M. Margarida Marques (FCSH-NOVA), pode ser encontrado em acesso livre e na sua versão integral neste link.

 

 

<h4>“Inserção dos imigrantes do Leste Europeu no mercado de trabalho português: um estudo de caso”</h4>

“Inserção dos imigrantes do Leste Europeu no mercado de trabalho português: um estudo de caso”

Diana Solonari

Foi entregue em outubro de 2015 a dissertação de Mestrado em Políticas de Desenvolvimento dos Recursos Humanos de Diana Solonari, intitulada “Inserção dos imigrantes do Leste Europeu no mercado de trabalho português: um estudo de caso”. O trabalho foi desenvolvido no Departamento de Economia Política da Escola de Ciências Sociais e Humanas do ISCTE-IUL, sob orientação de Nuno Manuel Ferreira Dias (Dinâmia’CET-IUL, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa). A investigadora estabelece como objetivos do seu projeto “examinar a incorporação dos imigrantes do Leste Europeu (ucranianos e moldavos) na empresa; perceber as variáveis que determinam a contratação dos trabalhadores imigrantes; analisar as diferentes conceções dos trabalhadores da empresa, no que diz respeito à forma de tratamento, percebendo se existe comportamento diferenciado por parte da empresa entre imigrantes e trabalhadores portugueses; e perceber como ocorre o processo de adaptação destes imigrantes à sociedade portuguesa”. Em termos metodológicos, a investigadora utilizou instrumentos qualitativos como a história de vida e recorreu também a abordagens quantitativas, através de questionários aplicados a uma amostra de 31 indivíduos. A versão integral desta tese de mestrado pode ser encontrada aqui, no repositório online do ISCTE-IUL.

 

 

<h4>

"Tuberculose nos Imigrantes: Análise comparativa entre os biénios 2000/2001 e 2008/2009 das características sociodemográficas e clínicas dos casos de tuberculose em Portugal Continental"

Rute Gomes

Está disponível no repositório online da Universidade Nova de Lisboa a dissertação de Mestrado em Saúde Pública (Especialização em Promoção e Protecção da Saúde) elaborada por Rute Gomes sob orientação de Carla Nunes (Escola Nacional de Saúde Pública – UNL) e Sónia Dias (Instituto de Higiene e Medicina Tropical – UNL). A tese recorre a dados do Sistema De Vigilância Intrínseco ao Programa Nacional de Luta contra a Tuberculose relativos aos biénios 2000/2001 e 2008/2009, procurando identificar a evolução dos casos de tuberculose identificados em Portugal neste período e a existência de diferenças entre a população migrante e não migrante. As conclusões salientam que o número de casos e a taxa de incidência diminuíram ao longo deste período em ambos os grupos. Os resultados revelam ainda que os imigrantes têm maior risco de infecção VIH e menor risco de patologias crónicas. Este trabalho está disponível em acesso livre neste link.

 

 

<h4>“Effect of Ethnic Composition of Primary Schools on Academic Achievement, Cross-ethnic Friendships, Discrimination and School Well-being”</h4>

“Effect of Ethnic Composition of Primary Schools on Academic Achievement, Cross-ethnic Friendships, Discrimination and School Well-being”

Érica Andrade

Érica Andrade submeteu em Setembro de 2015 a sua dissertação de Mestrado em Psicologia Comunitária e Proteção de Crianças e Jovens em Risco, no ISCTE-IUL, intitulada “Effect of Ethnic Composition of Primary Schools on Academic Achievement, Cross-ethnic Friendships, Discrimination and School Well-being”. O trabalho, que foi supervisionado por Maria Benedicta Monteiro, teve como objetivo “investigar os efeitos da composição étnica de escolas públicas de 1º ciclo com crianças Brancas e Negras no desempenho académico, no bem-estar na escola, nas amizades interétnicas e na discriminação intergrupal”. Entre as conclusões do estudo, salienta-se o facto de crianças Brancas terem melhor sucesso académico em todas as disciplinas, mas tanto Brancas como Negras têm pior sucesso em Matemática e no Estudo do Meio quando a composição é de 60% ou mais, em comparação com os seus pares nas restantes condições. Por outro lado, apenas quando a composição étnica da escola é equilibrada (31% a 59%) as crianças Brancas e Negras têm o mesmo número de amizades interétnicas. Esta tese de mestrado encontra-se em acesso livre no repositório online do ISCTE-IUL.