2016 no Observatório das Migrações

Imagem em Destaque

Nesta primeira newsletter de 2016 damos a conhecer as atividades e publicações das várias linhas editoriais do Observatório que estão planeadas para o decurso do ano. O Observatório das Migrações, com génese no Observatório da Imigração criado em 2002, pretende manter o seu papel, já consolidado, de promotor de redes de cooperação científica e institucional para garantir o conhecimento rigoroso dos fenómenos migratórios de Portugal. Seguindo a filosofia “conhecer mais para agir melhor”, o Observatório manterá os seus dois grandes objetivos: por um lado, estimular o diálogo entre a academia e os decisores políticos no que diz respeito à discussão, avaliação e proposta de políticas públicas em matéria de integração de migrantes em Portugal. E, por outro lado, manterá o seu papel na desconstrução de mitos, de representações e de estereótipos acerca dos imigrantes em Portugal através de factos científicos.

Em 2016 o Observatório terá como metas fundamentais fomentar a recolha e sistematização de dados estatísticos e administrativos que se encontram disponíveis em Portugal, reforçando a sua coleção Imigração em Números, e estimular a prática da investigação-ação através da promoção e publicação de estudos que tragam recomendações para as políticas públicas nacionais que se aplicam aos migrantes. O Observatório promoverá ainda no decurso do ano outras iniciativas de debate e reflexão em torno da integração dos migrantes, mobilizando o diálogo entre investigadores, decisores políticos, representantes de organizações da sociedade civil, entre outros.

Este ano também ficará marcado pela divulgação e abertura de candidaturas ao financiamento de novos estudos ao abrigo do Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI).

Não deixe de nos acompanhar diariamente no site do Observatório em www.om.acm.gov.pt e através do facebook em https://www.facebook.com/observatoriodasmigracoes/.