5. Abertura do Concurso ao FAMI para Estudos sobre Migrações e Integração

Imagem em Destaque
5. Abertura do Concurso ao FAMI para Estudos sobre Migrações e Integração

A 6 de março de 2017 abriu o período de apresentação de candidaturas ao Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI) destinadas ao cofinanciamento de Estudos sobre Migrações e a Integração de Nacionais de Países Terceiros em Portugal. O concurso estará aberto até às 18h00 do dia 5 de abril de 2017.

Os objetivos destas propostas deverão contemplar o aprofundamento contínuo do conhecimento sobre o fenómeno migratório e das dinâmicas de acolhimento e de integração de imigrantes e de requerentes de asilo, através do apoio ao estudo e à investigação acerca de nacionais de países terceiros em Portugal e de áreas e projetos com relevância para as políticas públicas e os decisores políticos.

Espera-se que os estudos forneçam recomendações para a política pública de integração de migrantes, em particular de Nacionais de Países Terceiros residentes em Portugal e de requerentes de asilo, embebidos do mote do Observatório das Migrações de “conhecer mais para agir melhor”, estando prevista a possibilidade dos estudos serem publicados nas linhas editoriais deste Observatório.
 

Os temas prioritários de investigação para os estudos candidatos a este concurso, e com valores de referência por estudo de 60.000€, são:

  1. Cenários migratórios e projeções demográficas
  2. Acolhimento e integração de refugiados
  3. Novos perfis imigratórios em Portugal (e.g. refugiados, estudantes internacionais, reformados, menores desacompanhados, mulheres)
  4. Urbanismo, gestão do espaço público e imigração
  5. Relação entre mercado de trabalho e políticas imigratórias
  6. Imigrações e respostas de integração dos contextos locais
  7. Migrações, ativismo e o papel da sociedade civil
  8. Relação entre internet e redes sociais, e a disseminação de estereótipos acerca de imigrantes e expressões de racismo


A avaliação das candidaturas será efetuada pelo Alto Comissariado para as Migrações (ACM), enquanto Autoridade Delegada, e um painel de avaliadores independentes nacionais da rede deste Observatório das Migrações (Catarina Reis Oliveira, João Peixoto, Alina Esteves, José Carlos Marques, Joana Azevedo, Ana Paula Beja Horta e Pedro Góis).

 

O texto integral do Aviso de apresentação de candidaturas, incluindo as normas para submissão dos projetos, as condições de admissão e aceitação das candidaturas, os critérios de seleção e os parâmetros de avaliação, pode ser encontrado nas respetivas páginas web do Ministério da Administração Interna e do Alto Comissariado para as Migrações. Os pedidos de informação devem ser dirigidos para este endereço de email ou obtidos através do número 21 810 61 24.