Artigo: “Numa Urbe Genderizada: Vivências dos Espaços”

Imagem em Destaque

O último número (Vol. 5, Nº 2) da publicação brasileira “Revista Latino-americana de Geografia e Gênero“ contém um artigo da investigadora Joana Miranda (Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais, Universidade Aberta) intitulado “Numa Urbe Genderizada: Vivências dos Espaços”. Este trabalho foi realizado com base nos dados que a autora recolheu para o projeto 'Mulheres imigrantes em Portugal. Memórias, dificuldades de integração e projetos de vida', financiado pelo Observatório da Imigração e editado sob o mesmo título na coleção Estudos OI (nº 35). O artigo encontra-se em acesso livre – tal como os restantes conteúdos da revista – no site desta publicação periódica.

Neste trabalho, Joana Miranda reflete sobre a forma como as mulheres imigrantes brasileiras, cabo-verdianas e ucranianas se relacionam com o espaço na cidade de Lisboa. A sua análise sublinha que, apesar das conquistas das mulheres e do aparente cosmopolitismo das cidades europeias, as cidades continuam a ser espaços genderizados, de conflito e de discriminação, o que se torna ainda mais claro quando, à condição de mulher se sobrepõe a de imigrante.