Grassi, Marzia

Marzia Grassi é desde 2002 Investigadora Auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL). Economista, doutorada em Economia do Desenvolvimento e Mestre em Estudos Africanos, especialista em economia informal e questões identitárias nos PALOP (Angola e Cabo Verde) e em contextos migratórios de acolhimento de diásporas oriundas de África, redes sociais e políticas de integração dos imigrantes em Portugal.
No ICS-UL, coordenou as iniciativas "Capital Social e jovens originários dos PALOP em Portugal", «Cabo Verde pelo Mundo» e "Angola em Movimento". Atualmente dirige os projetos "Lugares e pertenças: conjugalidades circulares entre Angola e Portugal" e "Gendercit". É fundadora da rede de investigadores "Transnational Lives, Mobility and Gender”, que conta com membros seniores e juniores de todo o mundo (www.tlnetwork.ics.ul.pt) e uma publicação online – TL WP Series, sob o ISSN 2182-5718.


Domínio de investigação
Economia do desenvolvimento - Estudos Africanos ;  informalidade, empresariado, desenvolvimento, identidades, redes sociais


Algumas publicações
Grassi, M. (2014). Mobility, family, and gender: a transnational approach. Journal for Educators, Teachers and Trainers, 5 (3), pp. 93-104.

Grassi, M., Giuffré, Martina (Eds.). (2013). Vite (il)legali: migranti africani in Italia e in Portogallo. Firenze: SEID.

Grassi, M. (2010). Forms of Familial, Economic, and Political Association in Angola Today. Lewiston: The Edwin Mellen Press

Grassi, M. (Eds.). (2010). PALOP: investigação em debate. Lisboa: ICS-UL.

Grassi, M. (2009). Capital Social e Jovens Originários dos PALOP em Portugal. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais

Grassi, M. (2008), “Identidades plurais na Europa contemporânea: autopercepções e representações nos jovens de origem africana em Portugal”, in P. Góis (org.), Comunidade(s) Cabo-verdiana(s): as Múltiplas Faces da Imigração Cabo-verdiana, Lisboa, Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural.

Grassi, M. (2008), “Portugal na Europa e a questão migratória: associativismo e integração de jovens de origem africana em Portugal”, in M. Villaverde Cabral, K. Wall, S. Aboim, e F. Carreira da Silva (orgs.), Itinerários – A Investigação nos 25 Anos do ICS, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, pp. 749-768.

Grassi, M. (2007), “Práticas, formas e solidariedades da integração de jovens de origem angolana no mercado de trabalho em Portugal”, Economia Global e Gestão, vol. 12, 3, pp. 71-91.

Grassi, M. , e Melo, D. (2007), Portugal na Europa e a Questão Migratória: Associativismo, Identidade e Políticas Públicas de Integração, Working Paper, 4, Lisboa, ICS, Universidade de Lisboa.

Grassi, M. (2007), “Cabo Verde pelo mundo: o género na diáspora caboverdiana”, in Marzia Grassi, e Iolanda Évora (org.), Género e Migrações Cabo-Verdianas, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, pp. 23-61.

Grassi, M. (2006), “Formas migratórias: casar com o passaporte no Espaço Schengen. Uma introdução ao caso de Portugal”, Etnográfica, vol. X, 2, pp. 283- 306.

Grassi, M. (2006), Cabo Verde pelo Mundo: O Género e a Diáspora Caboverdiana, Working Paper, 6, Lisboa, ICS, Universidade de Lisboa.

Grassi, M. (2005), Casar com o Passaporte no Espaço Schengen: uma Introdução ao Caso de Portugal, Working Paper, 4, Lisboa, ICS, Universidade de Lisboa.

Grassi, M. (2005), Gender, Ethnicity and Economic Issues in Contemporary Cape Verdean Migratory Movement, Working Paper, 5, Lisboa, ICS, Universidade de Lisboa.


Página institucional
http://www.ics.ul.pt/instituto/?ln=p&mm=5&ctmid=2&mnid=3&pid=79&sr=&doc=31809901190


E-mail
marzia.grassi @ ics.ul.pt