Mulher estrangeira nos municípios portugueses…

Imagem em Destaque
Mulher estrangeira nos municípios portugueses…

 

 

Os dados do SEF, referentes ao ano de 2015, permitem realçar que as mulheres estrangeiras assumem diferentes importâncias relativas nos municípios onde residem em função do total de residentes estrangeiros dessas unidades territoriais. No conjunto da população estrangeira residente, as mulheres assumem percentagens superiores aos homens em 140 municípios do país.

Se atendermos aos cinco municípios onde, em 2015, as mulheres estrangeiras obtinham percentagens mais elevadas no conjunto da população estrangeira residente, destacam-se rapidamente os municípios de Lamego, Paços de Ferreira, Paredes, Chaves e Vila Verde. Em qualquer um destes municípios (pertencentes aos distritos de Viseu, Porto, Vila Real e Braga) as mulheres estrangeiras residentes representam entre 59% e 69% do total de residentes estrangeiros.

Ainda considerando os municípios onde se nota uma maior feminização da população estrangeira residente, e onde as mulheres estrangeiras assumem percentagens entre os 55% e 58%, evidenciam-se municípios dos distritos de Aveiro (Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Ílhavo, Oliveira de Azeméis), do Porto (Amarante, Felgueiras, Valongo, Vila Nova de Gaia, Matosinhos), de Braga (Vizela, Fafe, Amares e Póvoa do Lanhoso), de Setúbal (Barreiro, Sesimbra e Seixal), de Vila Real (Valpaços e Vila Pouca de Aguiar), de Viana do Castelo (Vila Nova de Cerveira e Arcos de Valdevez), de Beja (Almodôvar), de Bragança (Macedo de Cavaleiros), da Guarda (Sabugal), de Lisboa (Oeiras), Castelo Branco (Fundão) e Coimbra (Condeixa-a-Nova). Não deixa de ser interessante verificar que é no norte e no interior do país que se situa a maioria destes municípios onde se nota uma maior feminização da população imigrante.

Por contraste, os municípios menos feminizados, onde as percentagens de mulheres estrangeiras não ultrapassam os 40%, são municípios também do interior, embora situados mais a sul do país. Assim, evidenciam-se três municípios do Alentejo (Moura, Reguengos de Monsaraz e Ferreira do Alentejo), um município do distrito de Viseu (Mangualde) e outro do distrito de Leiria (Pombal).

Os municípios do distrito de Lisboa, onde globalmente é maior a concentração de residentes estrangeiros no país, revelam alguma heterogeneidade neste âmbito. No total dos 16 municípios do distrito de Lisboa, 13 apresentam percentagens de mulheres estrangeiras superiores às dos homens. Oeiras é o município onde a população estrangeira é mais feminizada (56% de mulheres), encontrando-se no extremo oposto os municípios de Lisboa, Torres Vedras e Lourinhã como sendo os menos feminizados com a percentagem de mulheres estrangeiras entre 48% e 49%. Outros municípios do distrito de Lisboa onde se observa maior feminização da população estrangeira residente são, por exemplo, os municípios de Sintra (54% de mulheres estrangeiras), Vila Franca de Xira (53%), Amadora e Loures (ambos com 52% mulheres estrangeiras).