Novas Publicações OM: Teses 45 e 46

Imagem em Destaque
Novas Publicações OM: Teses 45 e 46

Estão já disponíveis em acesso livre no site do Observatório das Migrações os dois mais recentes números da Coleção Teses:

 

Estudantes Internacionais no Ensino Superior Português: Motivações, Expectativas, Acolhimento e Desempenho (Elisa Alves)

Coleção Teses, # 46 (Dezembro de 2015)

Esta tese centra-se no estudo das experiências dos alunos internacionais no ensino superior em Portugal, elencando algumas das suas dificuldades e os motivos que os levaram a ingressar numa instituição de ensino superior portuguesa. A análise parte do estudo de caso de estudantes nacionais de Angola, Brasil e Cabo Verde que vieram para Portugal para frequentar o 2.º ou o 3.º ciclo do ensino superior no ISCTE-IUL e recorre a uma metodologia qualitativa assente em entrevistas em profundidade. O estudo mostra que, para estes alunos, a vinda para Portugal e a decisão de prosseguir estudos numa instituição de ensino superior portuguesa é percecionada como benéfica em termos curriculares, correspondendo a uma melhoria da sua posição social e académica. A escolha de Portugal advém da proximidade cultural, devido ao domínio de uma língua comum e da existência de redes de sociabilidade e de suporte. Por outro lado, são identificadas significativas dificuldades de adaptação ao sistema de ensino português, principalmente no domínio da comunicação escrita, que parecem afetar negativamente o desempenho escolar e as relações sociais destes alunos.

 

A Construção do Imaginário Social dos Imigrantes Brasileiros em Portugal nas Redes Sociais da Internet: O Caso do Orkut (Rodrigo Saturnino)

Coleção Teses, #45 (Dezembro de 2015)

Este estudo alicerça-se no trabalho etnográfico que o autor desenvolveu junto de imigrantes brasileiros em Portugal, centrando a sua análise nas estratégias utilizadas por esta população para manter e recriar vínculos entre o país de origem e o novo contexto de imigração através da rede social Orkut. A investigação evidencia as relações entre os usos da tecnologia e os processos de cidadania das migrações transnacionais, enfatizando as suas dimensões subjetivas, éticas e estéticas. Os dados recolhidos sugerem que as apropriações e usos específicos que os imigrantes brasileiros fizeram do Orkut possibilitaram a experimentação de novas formas de sociabilidade e a produção de imaginários sociais sobre ser imigrante. Simultaneamente, evidenciam também as dificuldades, as estratégias utilizadas para as superar, e a construção de trajetórias particulares de mobilidade que reatualizam a histórica relação migratória entre Brasil e Portugal.