Novidades Bibliográficas #17

Imagem em Destaque
Novidades Bibliográficas #17


“Handbook on Migration and Security”: A editora anglo-americana Edward Elgar Publishing deu à estampa uma obra coletiva organizada por Philippe Bourbeau (Departamento de Estudos Políticos e Internacionais, Un. Cambridge) que analisa as relações entre o fenómeno migratório e a segurança num mundo globalizado. Os especialistas convidados para este livro refletem sobre a forma como um dialogo interdisciplinar e multifacetado pode estimular e enriquecer o conhecimento das migrações e da segurança na contemporaneidade. A maioria dos autores provém da academia norte-americana e britânica, embora também inclua investigadores oriundos do Brasil, Itália, França e Espanha. Este trabalho encontra-se dividido em quatro partes: “On the Importance of Migration and Security”, “Understanding the Securitisation of Migration”, “The Multiple Facets of the Securitisation of Migration” e “Global and regional dimension of the securitization of migration”. Nesta última secção, os contextos da Rússia, Ásia Central e América Latina são analisados nas suas especificidades. Mais informações podem ser encontradas na página respetiva do site da editora.
 


“The Consequences of Mobility: Reflexivity, Social Inequality and the Reproduction of Precariousness in Highly Qualified Migration”: Com edição da chancela britânica Palgrave McMillan, está já no mercado o livro “The Consequences of Mobility”, com autoria partilhada por David Cairns (ISCTE-IUL), Valentina Cuzzocrea (Un. Cagliari), Daniel Briggs (European University of Madrid) e Luísa Veloso (ISCTE-IUL). Esta obra explora diversas variantes de migração altamente qualificada na União Europeia e indaga a capacidade destas formas de mobilidade humana para contribuírem para o desenvolvimento da sociedade e do indivíduo. Nesta discussão, os autores identificam alguns dos principais desafios decorrentes da abertura das fronteiras europeias e da exposição dos mercados de trabalho e sistemas educativos da Europa à concorrência internacional. Embora reconheçam os aspetos potencialmente positivos da mobilidade, os autores também revelam muitas das consequências que resultam de uma deficiente governação das migrações e das desigualdades de acesso a oportunidades, defendendo que o fracasso na gestão da mobilidade conduz a maiores níveis de precariedade e à reprodução das desigualdades sociais. Mais informação sobre este livro pode ser encontrada na respetiva página do site da editora.
 


“Intercultural Communication”: Com organização de Ling Chen (Hong Kong Baptist University), foi editado em abril de 2017 um volume coletivo que adota uma abordagem multidisciplinar para apresentar as mais recentes e inovadoras propostas na área dos estudos de comunicação intercultural. Os diversos autores que contribuem para esta obra colocam particular ênfase na comunicação individual e presencial e na comunicação em rede auxiliada por tecnologias digitais. Os vários capítulos estão organizados em quatro grandes secções, focando a história e as principais teorias sobre a comunicação intercultural, as abordagens comparativas trans-culturais, a experiência de encontro intercultural e as interações e intercâmbios entre culturas. O livro tem como principal público-alvo os estudantes pós-graduados e os académicos, estando concebido para facilitar a compreensão conceptual, a clareza teórica e a transmissão de conhecimentos empíricos, bem como as implicações práticas dos conceitos nele apresentados. Mais informações sobre este livro podem ser encontradas na respetiva página da coleção Handbooks of Communication Science da editora alemã De Gruyter.
 


“Religion, Migration, and Mobility: The Brazilian Experience”: Centrando a sua análise nos campos das migrações e da mobilidade, esta obra coletiva encara a paisagem religiosa brasileira como fruto de um conjunto de fluxos transnacionais e de movimentos migratórios domésticos. O livro reúne diversas perspetivas interdisciplinares sobre migrações e religiões para defender que a pluralidade religiosa no Brasil deve ser compreendida num contexto global e dinâmico. Os diversos autores que contribuem para este trabalho mostram como comunidades religiosas como o Santo Daime, o Vale do Amanhecer e o Umbanda  sociedade brasileira têm de ser compreendidas como resultando de um conjunto de influências de comunidades migrantes e das crenças e rituais que as acompanharam e que provêm tanto de “religiões mundiais” quanto de movimentos espirituais/religiosos alternativos. Religion, Migration, and Mobility é organizado por Cristina Maria de Castro (Universidade Federal de Minas Gerais) e Andrew Dawson (Universidade de Lancaster, Reino Unido) e conta com a participação de mais nove autores de diversas nacionalidades, que focam os contextos islâmico, judaico, budista e pentecostal no Brasil, entre outros. Mais informações sobre este livro podem ser encontradas aqui.
 


“Global Families, Inequality and Transnational Adoption; The De-Kinning of First Mothers”: A editora britânica Palgrave McMillan editou na sua coleção “Studies in Family and Intimate Life” uma obra da autoria de Riitta Högbacka (Universidade de Helsínquia, Finlândia) que analisa o processo de adoção em contexto transnacional tanto do ponto de vista da família que adota quanto na perspetiva da família de origem da criança adotada. Högbacka situa a adoção transnacional no contexto da clivagem global Norte-Sul, e investiga os efeitos devastadores da desigualdade de oportunidades e das relações de poder assimétricas no processo de adoção e nas mães das crianças que são adotadas. A autora baseia-se em material etnográfico recolhido em entrevistas com mães das famílias de origem sul-africanas e mães de famílias adotivas finlandesas, debruçando-se sobre os processos de tomada de decisão nas famílias de ambos os lados, e nos encontros entre elas. Este livro destina-se principalmente a estudantes e académicos que investigam as áreas da adoção, da família e do parentesco nos domínios da sociologia, da antropologia, do trabalho social e do desenvolvimento. Mais informações podem ser encontradas na respetiva página da editora.
 


The Routledge Handbook of Migration and Language: A editora Routledge lançou no mercado mais um volume da sua coleção “Routledge Handbooks in Applied Linguistics”, desta feita dedicado à relação entre o campo da linguística e a área das migrações. A obra, organizada por Suresh Canagarajah (Pennsylvania State University, EUA), reúne contribuições de especialistas nos domínios dos estudos das migrações, geografia, sociologia, filosofia e antropologia, para além da linguística. Os mais de 30 capítulos deste volume examinam a forma como os construtos de comunidade, lugar, linguagem, diversidade, estado-nação e estratificação social estão a atravessar um novo enquadramento teórico no contexto da mobilidade humana. Da mesma forma, investigam o lugar da linguagem nas questões de cidadania, das políticas educativas, do emprego e dos serviços sociais, ao mesmo tempo que exploram novas metodologias de investigação como a pesquisa móvel e participativa, a etnografia multi-situada e os métodos de investigação mistos. Mais informações sobre este livro podem ser encontradas na página respetiva da editora Routledge.