Portugal tem a segunda taxa de natalidade mais baixa da Europa

Portugal tem a segunda taxa de natalidade mais baixa da Europa

10 de julho de 2017
António Larguesa / Jornal de Negócios

Portugal foi o segundo país do União Europeia que, em termos relativos, menos colaborou para o surgimento de "novos europeus" (apenas 8,4 nascimentos por mil habitantes) em 2016, apenas à frente da Itália (7,8‰) e com um registo semelhante ao da Grécia (8,6‰) e da Espanha (8,7‰). Em sentido inverso, destaca-se o contributo dado pela Irlanda (13,5 por mil residentes), Suécia e Reino Unido (ambos com 11,8‰) para os cerca de 11 mil bebés a mais que nasceram na Europa comunitária durante o ano passado, face ao período homólogo. Os números que permitem fazer esta comparação fazem parte dos dados divulgados pelo Eurostat esta segunda-feira, 10 de Julho, que mostram que a UE teve um aumento de população de cerca de 1,5 milhões em 2016 devido ao saldo migratório positivo.