O país está a perder estrangeiros. Em Bragança e Beja estão a aumentar

O país está a perder estrangeiros. Em Bragança e Beja estão a aumentar

26 de dezembro de 2017
Rita Marques Costa / Público

No ano passado, viviam mais 972 estrangeiros em Bragança do que em 2008. No total, em 2016, contavam-se 2685 residentes de outras nacionalidades. Um número que representa apenas 2% da população do distrito, mas um aumento de 56,7% entre os dois períodos em análise, indicam dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (incluem títulos de residência e vistos de longa duração). Quando o objecto de análise é a variação entre 2015 e o ano passado, Bragança também aparece no topo da lista, com um aumento de 11,6%. Esta tendência é contrária à manifestada a nível nacional. Entre 2008 e 2009, registavam-se os números mais elevados de estrangeiros a residir em Portugal. Hoje, apesar de um ligeiro crescimento entre 2015 e 2016, a diferença em relação aos valores da década passada ainda é negativa.