Topa, Joana

Topa, Joana

 

Doutorada em Psicologia Social pela Universidade do Minho (2013), Joana Topa é Psicóloga, Professora Auxiliar do Instituto Universitário de Maia (ISMAI) e Investigadora do Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero (CIEG- Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa).

Atualmente integra a equipa de investigação portuguesa do Projeto Lights, Camera and Action against Dating Violence financiado pela Comissão Europeia.


Domínios de investigação
Migrações, saúde, interseccionalidade, violência de género


Algumas publicações

Topa, J. (2019). Intimate Partner Violence among Immigrant Woman: intersectional challenges in health services. Revista Psiquiatria, Justiça e Psicologia, 16, 121-147.

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2018). A Teoria da Intersecionalidade: sua Contribuição na Transformação das Políticas Públicas e Sistemas de Saúde. IN Anália Torres, Dália Costa & Maria João Cunha (Coords.) EBook Estudos de Género. Diversidade de Olhares num Mundo Global. CIEG.

Neves, S., Correia, A., Torres, J., Silva, E. & Topa, J. (2018). Programa de Prevenção da Violência em contexto universitário - UNi+. In S. Neves & A. Correia. Violências no Namoro (pp. 205-233). Maia: Edições ISMAI.

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2017). Maternal Health Services: an equal or framed territory?, International Journal of Human Rights in Healthcare, 10(2). doi: 10.1108/IJHRH-11-2015-0039 

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2016). Vivências de mulheres brasileiras nos serviços de saúde materna, Género & Direito, 5(2), 25-51. DOI: 10.18351/2179-7137/ged.v5n2p25-51

Neves, S., Silva, E., Topa, J. & Nogueira, C. (2016). Mulheres imigrantes em Portugal: uma análise de género, Estudos de Psicologia, 33 (4), 723-733.

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2016). Dos discursos e práticas dos/as técnicos/as de saúde aos direitos das mulheres imigrantes nos contextos de saúde, Revista Faces de Eva, 36, pp. 63-82.

Topa, Joana (2016). Cuidados de saúde materno-infantis a imigrantes na região do grande porto: percursos, discursos e práticas. Coleção Teses 47. Lisboa: Alto Comissariado das Migrações. Disponível em: http://www.om.acm.gov.pt/documents/58428/179891/Tese47.pdf/e0bbb35f-ce78-4bb6-abaf-72720622af7e

Neves, S., Machado, M., Velho, H., Topa, J. & Nogueira, C. (2015). Mulheres Imigrantes Grávidas: Saúde e Violências de Género. In S. Neves, V. Duarte, C. Barbosa & N. Formiga. Violências na Contemporaneidade no Brasil e em Portugal (pp. 57-72). Maia: Edições ISMAI.

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2013). Imigração e saúde: a (in)acessibilidade das mulheres imigrantes aos cuidados de saúde. Saúde e Sociedade, 22(2).

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2013). Feminismos e estudos imigratórios: contribuições da Teoria da Interseccionalidade no domínio da saúde materna. In S. Magalhães & T. Alvarez (Org.). Romper as fronteiras. A interseccionalidade nas questões de género e feministas (pp. 24-33). Vila Franca de Xira: Associação Portuguesa dos Estudos sobre as Mulheres.

Topa, J. & Neves, S. (2011). Ser Mulher, Ser Imigrante: Emergência de novas Identificações Femininas. In M. Strey, A. Piason & A. Julio (Org.) Vida de mulher: gênero, sexualidade e etnia. Brasil: EDIPUCRS.

Topa, J., Nogueira, C. & Neves, S. (2010). Inclusão/exclusão das mulheres imigrantes na saúde em Portugal: reflexão à luz do feminismo crítico. Psico, 41(4), 366-373.



Página Pessoal

ORCID



Email
jtopa@ismai.pt